Beber bem + comer bem = viver bem...
Ver TODAS as fotos por esse mosaico Clique aqui .





Clique nas fotos para ampliá-las

terça-feira, 25 de outubro de 2016

Kafta do sogro

Uma receita simples, low carb, e zero laticínios. 
Sempre assisto meu sogro fazendo e consegui essa receita deliciosa pra carregar por mais uma geração 😊❤️ 


500 g de patinho moído
Uma mão cheia de salsa picada
Uma mão cheia de hortelã picado
Uma colher de sopa de pimenta Síria
Três dentes de alho amassado
Uma colher de chá de sal rosa moído
Tomate pelado esmagado sem caldo
Pimenta do reino a gosto
Duas colheres de sopa de azeite

Misturar todos os ingredientes com a mão amassando bem. Pega um palito grande de madeira e faça formato de salsicha ao redor. Assarem churrasqueira ou grelhar. Sirva com aspargos assados e tomates crus fatiados e temperados com azeite e sal.


No meu caso usei uma churrasqueira elétrica simples. Numa churrasqueira  convencional com certeza ficaria até mais gostoso. 
Harmonizei com malbec da região de mendoza, Argentina. Alta vista 2012 com 92pts Parker. 

quarta-feira, 7 de setembro de 2016

Carpaccio de pera


Receita pratica, rápida e light. 

Vc vai precisar de: 
1 pera não muito madura
1 limão siciliano
50g de nozes picadas
1 ramo de rúcula selvagem (ou a comum)
Sal rosa moído 
Pimenta branca moída
Azeite a gosto

Faça finíssimas fatias da pera e coloque num prato intercalando-as. 
Regue com limão siciliano para não escurecer. Coloque raspas do limão, as nozes, sal, a pimenta. 
Arrumes as folhas no centro e regue generosamente com azeite. 

Sirva com um bom espumante ou um pinot noir! 








segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Mini morangas com camarão


Mais uma receita sem glúten e sem lactose, nutritiva e deliciosa. Há  muito tempo existe muitas variações de camarão com moranga. mas resolvi inventar um creme pra poder substituir o catupiry que vai ser o meu "catupiry falso". Tomara que gostem. 


Ingredientes

6  mini abóboras (moranga)
1 bandeja de camarão pequeno 
1 bandeja de camarão grande 
1 cebola picada 
4 dentes de alho picado 
cheiro verde picado
2 tomates sem pele picado
2 mandioquinhas médias 
200 ml de leite de coco fresco*

Tempere os camarões com sal pimenta do reino e um pouco de limão .

Abra uma pequena tampa das abóboras límpe-as por dentro usando uma colher coloque azeite e sal dentro, tampe novamente e balance um pouco. Embrulhe uma por uma em papel alumínio e coloque no forno temperatura média alta. 

Enquanto isso coloque as mandioquinhas em cubos para cozinhar na água com sal. Assim que tiverem macias escorra a água e amasse bem se tiver um processador facilita. Adicione o leite de coco na mandioquinha e está pronto o "catupiry" falso. 

Refogue a cebola no azeite, depois o alho e por último os tomates. Adicione sal/Pimenta a gosto. Adicione metade do "catupiry" nesse refogado.

Em uma frigideira grelhe os camarões pequenos na manteiga. Não encha a frigideira com os camarões faça de pouco em pouco para não dar água. 
Depois de todos fritos coloque-os na mistura refogada. Adicione metade do cheiro verde e misture. 

Grelhe em seguida os camarões grandes também tomando cuidado pra não dar água na frigideira. Grelhe por pouco tempo de cada lado numa frigideira bem quente... para que não fique muito cozido. 

Retira as mini abóboras do forno assim que estiverem macias, pode testar com um garfo. Abra as tampinhas coloca de lado, encha com o refogado, decore colocando os camarões grandes por cima. E coloque no topo o restante do "catupiry" por cima e também o cheiro verde e Sirva. Coloque na mesa potinhos  com o que sobrou do refogado e também com "catupiry" separado. 
Eles vão adorar repetir! 



* para fazer o leite de coco fresco você precisará de 2 cocos secos frescos. 
Retire o coco de dentro, não precisa tirar a casquinha fina preta. Coloque no liquidificador e bata com 1/2 a 1 copo-de-água. Bata bem. Coe bem e terá um leite de coco super nutritivo e fresco. Para essa receita o ideal é fazer um leite de coco previamente e deixar de cantar e usar a sua parte branca que fica em cima. 

Uma harmonização que fica deliciosa é este branquinho da bourgogne, francês. 
Delicado, frutado leve e boa acidez.

 
 

sábado, 16 de janeiro de 2016

Kibe cru de Quinoa



Com essa coisa de não poder comer glúten temos que usar bastante a criatividade pra poder substituir esse ingrediente que é o trigo. Essa receita fica deliciosa é prática super rápida e saudável
Ingredientes: 
– 1 xic chá de quinoa integral em grãos
– 2 xic chá de agua
– 500g de carne moída magra
-1 cebola grande
– hortelã
– Sal e pimenta síria 

Modo de preparo: 
Primeiro cozinho a quinoa do mesmo jeito que você faz o arroz. É só colocar a quinoa na panela colocar as duas xícaras de água colocar uma pitadinha de sal e deixe cozinhar em fogo baixo tampado. Assim que cozinhar os grãos retire e Deixe esfriar. 


Em um processador coloque a cebola, a hortelã, azeite, a pimenta, sal e processe. Coloque um pouco da carne e processe mais um pouco. Depois coloque o restante da carne e a quinoa cozida e fria processe rapidamente só pra misturar. 
Sirva com cebola crua em pétalas e mais hortelã. Pode usa endivias também como "concha" pra comer. 
Regue com bastante azeite e sal rosa moído. 
Caso sobre, no outro dia você pode comer-lo assado. 
É só colocar numa travessa fazer os riscos em cima pra ficar mais bonito e assar em fogo alto por pouco tempo. 





terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Spagueti low carb

 



Se você quer comer um prato maravilhoso e delicioso com poucos carboidratos...e ainda assim parecer se esbaldar num prato de macarrão... Esse é o prato. 

Ingredientes:

1 colher de manteiga
1 cenoura grande ralada
300 g de camarão pequeno (ou mais)
Azeite
1 colher de açafrão 
1 vidro de "spagueti" de palmito (foto no final)


Modo de fazer: 

Refogue ligeiramente na manteiga os camarões já secos e temperados. Retire os camarões e refogue a cenoura no caldinho que sobrou na frigideira. Acrescente o spaghetti de palmito já escorrido e refogue mais um pouco. Coloque mais manteiga ou azeite pra refogar. Coloque de volta os camarões, o açafrão e cheiro verde a gosto.
Regue com azeite e sirva quente




domingo, 31 de agosto de 2014

Carbonara de abobrinha...

ai que delicia ... ficou divino...Receita super delicada!! Aprendi com Jamie Oliver!


Ingredientes:
Sal
Pimenta-do-reino
6 abobrinhas médias
500g de penne
4 gemas de ovo
100ml de double cream
2 porções de parmesão ralado
Azeite de oliva
12 fatias finas de pancetta ou bacon defumado cortado em pedaços grossos
Um punhado de folhas de tomilho picadas
Opcional: flores de abobrinha
Modo de preparo:
Ferva a água com sal em uma panela grande. Corte as abobrinhas maiores pela metade no sentido do comprimento. Corte e descarte a parte fofa do miolo e fatie as abobrinhas em formato parecido com o do penne. Adicione a massa à panela e cozinhe de acordo com as instruções do fabricante.
Coloque as gemas de ovo em uma tigela, adicione o creme de leite, metade do parmesão e misture com um garfo. Tempere e reserve.
Aqueça uma frigideira bem grande, coloque uma boa quantidade de azeite e frite a pancetta ou o bacon até que esteja dourado e crocante. Adicione as abobrinhas e duas pitadas de pimenta-do-reino. Coloque as folhas de tomilho, mexa bem e frite;
Quando a massa estiver cozida, escorra e reserve um pouco da água do cozimento. Imediatamente, coloque a massa na panela com as abobrinhas e adicione um pouco da água do cozimento. Misture tudo bem rapidamente para que o calor não cozinhe as gemas de ovo.
Polvilhe parmesão e tomilho a gosto e sirva em um prato grande.

terça-feira, 17 de junho de 2014

Me dá mais



Hummm, isso é tão gostoso.... Minha mãe sempre fez essa receita quando sobra claras de alguma outra receita. É um pudim de claras com damasco e cobertura com crocantes.

Ingredientes

6 claras
12 colheres de sopa de açúcar 
Raspas de um limão
150g de damasco.

Coberturas:

Chantilly 

Crocante de nozes: 

1 colher de sopa de manteiga
1 xicara de açúcar
150 g de nozes(pode ser amendoas ou castanhas)

Modo de fazer:
Ferva por 1 minuto os damascos. Triture. Reserve.

 Bata as claras até formar picos,
Acrescente o açúcar ainda batendo, uma por uma.
Adicione as raspas de limão. Desligue a batedeira e adicione o damasco e misture delicadamente.

Unte uma forma com furo, com manteiga e polvilhe com açúcar. 
Leve a banho maria no forno com baixa temperatura por 1hora e meia. 
Se seu forno for muito quente coloque uma colher na porta para sair o excesso de calor.
Depois desligue o forno e não tire a forma. Espere o forno esfriar junto. Ele vai crescer bastante e vai murchar um pouco. Se murchar muito não fica bom.

Desenforme depois de frio e cubra com chantilly.


Crocante:
Numa panelinha derreta a manteiga com a açúcar até derreter e virar um caramelo. Acrescente as nozes e retire um pouco depois.

Unte com manteiga o granito ou a sua bancada e despeje o conteudo da panela bem raso para que esfrie. 
Coloque essas lascas num saquinho, enrole num pano e quebre com marteladas.

Espalhe esse crocante sobre o chantilly e voilà! 









Molho bolonhesa





Molho à bolonhesa (sugo alla bolognese em italiano) é um molho feito com carne de vaca moída, tomate e outros vegetais, tradicionalmente preparado para acompanhar tagliatelle fresco.

A região da bologna é famosa pelos pratos gordos. O grande segredo desse molho é uma boa quantidade de gordura.
Segue a receita que aprendi num curso de massas italianas. Um coringa que pode ser usado em lasanhas, espaguetes, raviolis, canelones etc...

  1.  Ingredientes
    40 g de cebola
    40 g de cenoura

    40 g de aipo ( talo do salsao )
    100g de manteiga
    100 ml de vinho tinto seco 

    300 g de carne bovina moída 
    1 kg de tomate pelati já processado
    Modo de preparo
     Picar bem fino a cebola, o aipo e a cenoura. Eu passei no processador rapidamente pra ficar bem picadinho. Fazer o refogado em fogo médio/baixo, junte com a manteiga, um fio de azeite e coloque junto louro, dois ramos de alecrim, tomilho. Deixe refogar bem... Coisa de 40 minutos, sempre prestando atenção que esse refogado esteja quase que mergulhado na gordura. Quando estiver bem dourado, juntar a carne e aumentar o fogo. Refogar bem Juntar o vinho, escute o chiado... e deixar evaporar. Acrescentar os tomates ja triturado.  Deixar cozinhar tampado e em fogo médio por 20 a 25 minutos. Acertar o sal e a pimenta.
    Retire os possiveis cabinhos das ervas que se soltaram.
    Não tempere a carne antes de fritar. Outra coisa que fica delicioso... Adicione a mais com a carne linguiça toscana, sem a pele... Que seria uma carne de porco moidinha.... Dá um sabor delicioso. 
Sirva com esse delicioso SYRAH sul africano, frutado,com aroma de frutas escuras e maduras.

domingo, 9 de março de 2014

Hamburger europeu





Inspirada em minhas viagens gastronomicas criei esse hamburger que é pra comer de joelhos.
Ele tem a mesma abordagem americana de pão, queijo e carne. O que muda é a qualidade e o tipo de ingrediente.

Ingredientes:

O Hamburguer:
600g de carne moida (contra filet ou alcatra)
1/2 cebola bem picada
Salsinha picada
Sal e pimenta do reino moida na hora

Acompanhamento:
1 pedaço de queijo de cabra
1/2 cebola em fatias
1 bandeja de Shitake fatiado
Rúcula

2 colheres de maionese 
Azeite trufado

Pão para hamburguer (chiabata fica muito bom tb) 

Modo de fazer:

Já deixe de prontidão o queijo fatiado, a cebola fatiada, a rúcula lavada e o shitake refogado em manteiga temperado só com sal.

Faça maionese: misturar duas colheres de sopa de maionese  (eu uso a heinz) com umas duas colherese de sopa de azeite trufado. Vc acha esses dois ingredientes no pão de açúcar. 

O segredo de uma carne de hamburguer infelizmente é a gordura.
Quanto mais gordurosa é a carne, mais tenra, suculenta e macia ela vai ser.
Muitos acrescentam ovo no preparo da carne, mas se ela ja tiver gordura suficiente não é necessário!!

Então... Numa travessa, coloque a carne, a cebola,2 colheres de azeite, a salsinha e a pimenta do reino. Só acrescente sal se for fritar naquele momento. Se for congelar não coloque sal.
Faça hamburguers com a mão formando discos um pouco maiores que o pão que está usando e com uma altura de pelo menos 2 cm.(ou mais)

Use uma frigideira alta, antiaderente e com tampa. Aqueça bem ela antes.
Coloque a carne pra fritar. Assim que dourar do outro lado, vire, coloque o queijo em cima da carne tampe a panela. Assim que o queijo derreter, desligue a panela.
Note que esse procedimento deve ser rápido para que a carne fique rosinha por dentro.


Montagem:
Abra o pão no meio, comece com a maionese trufada, coloque a carne com o queijo,
Depois o shitake, a cebola crua fatiada, a rúcula e feche o pão. E voilà!!! 






quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Tomate aperitivo


Aprendi essa receita da família da minha amiga Mariana.
comi na casa dela e amei... e resolvi compartilhar com vocês.


1 kilo de tomate italiano
flor de sal
5 dentes de alho
azeite
orégano a gosto

Pegue os tomates e corte em 4.
primeiro corte na transversal, depois longitudinal... formando 4 triângulos.

Pegue uma forma grande, forre com papel alumínio, arrume os tomates um ao lado do outro com o lado da pele virada pra baixo. salpique um pouco de flor de sal por cima dos tomates e leve ao forno bem quente. (se não tiver flor de sal, pode usar o sal de cozinha ou sal grosso mais fino)

Assim que começar a queimar o fundo da forma, fica escurinho embaixo na pele do tomate... retire do forno, arrume os tomates num vidro, espalhe um pouco de alho picado, coloque mais tomates, mais alho picado e orégano...até encher o vidro.
Encha com azeite até cobrir.
espere esfriar e leve a geladeira.

dura uns 20 dias na geladeira... se não acabar antes hehe
tome sempre cuidado de não voltar a mesma colher ao vidrinho para não estragar.

você pode fazer recheio de pizzas com ele, colocar num sanduiche, salada, servir com presunto parma com  torradas e mussarela de búfala... ou comer puro simplesmente...
delicioso... e light




terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Cantucci





Inspirada por uma super aula de toscana, com minha amiga Márcia ceroni, na nossa ultima confraria.. Onde de sobremesa eles serviram esse delicioso biscoito que mergulhávamos no vinho santo... Um vinho de sobremesa fortificado... Delicioso.

Depois de várias pesquisas cheguei a essa receita diretamente da toscana: 


Ingredientes
450 g de farinha de trigo
350 g de açúcar
4 ovos
150 gr. de amêndoas cruas e sem pele
1 colher de sopa de essência de laranja
1 colher de sopa de essência de baunilha
1 colher de sopa de fermento em pó


Receita
1. Misture em um bowl bem grande, até obter uma massa homogenea, o açúcar, os ovos, a essência e a baunilha.
2. Em outro recipiente, misture a farinha e o fermento.
3. Adicione as duas misturas preparadas nos itens 1 e 2. Quando homogênea, adicione as amêndoas e misture apenas o suficiente para incorporá-las à massa. O ponto da massa é bem pegajoso mesmo. 
Use uma espátula pra ajudar retirar a massa do recipiente.
4.jogue farinha de trigo na mesa e faça rolos com a massa. Cada rolo deve ter aproximadamente  5 centímetros de diâmetro.  O rolo terá o comprimento do menor lado da assadeira. 
5. Coloque papel manteiga na assadeira, que não deverá ser untada. Coloque os rolos sobre o papel e dê uma leve achatada nos rolos, pois vão assar melhor e de maneira mais uniforme.

6. Pincele ovos nos rolos (misture 1 ovos, 1 colher de sopa de água e uma pitada de sal).
7. Leve as assadeiras (2 a 3 rolos por assadeira, com espaço suficiente para que cresçam, pelo menos uns 15cm) ao forno a 180 graus, até que a massa fique dourada.
8. Corte ainda quente na diagonal em tiras finas. Retornar ao forno até dourar .. Mais ou menos uns 15 minutos. Sirva com Vin Santo.



Essa foto é pra mostrar como NÃO deve fazer... Ficou muito próximo... Tem que dar mais distancia!!



TORTA DE MANGA



Essa receita foi uma criação minha. eu adoro manga e acho que manga quando ela é cozida ela da doçura e também acidez ao prato e fica muito saboroso. 
É sempre um sucesso quando eu faço aqui em casa, nunca sobra nada. 



Quatro mangas grandes e maduras
Um cálice de contreau
Uma xícara e meia de açucar
Suco de uma laranja

Descasque e corte a manga em tiras ou em cubos. Espalhe sobre uma assadeira anti aderente, polvilhe a metade do açúcar sobre ela e leve ao forno até que amoleça bem. 
Retire do forno e adicione o licor.
Volte ao forno novamente em temperatura alta por  5 minutos
Enquanto isso numa panela pequena coloque o restante do açúcar, deixe derreter até ficar amarronzado. Adicione o suco de laranja e mexa até dissolver. 
Coloque este líquido sobre a manga e deixar assar mais um pouco. 
Passe a mistura para uma tigela bonita
Abra a massa folhada e cubra a tigela passe gema por cima e leve ao forno médio até dourar. 
Sirva com sorvete de macadamia, creme ou crocante. 

Para harmonizar nada mais perfeito do que este vinho de sobremesa que é feito de uvas ainda congeladas. Inniskillin. Simplesmente divino. 

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Frango ao curry picante


 
 
Aproveitando a receita abaixo, das batatas picantes. Inventei o Frango ao curry picante, que nada mais é que o frango cortado em cubos passados no mesmo tempero que a Batata Picante.

300g de peito de frango cortado em cubos

1 colher de sopa de :

mostarda em grão

curry

açafrão

chilli em pó (se num tiver, use calabresa mesmo

cúrcuma

1 colher de chá de pasta de curry (cuidado, é ela que faz arder)

100ml de leite de côco

 

Tempere os frango meia hora antes com sal branco.

Em uma frigideira antiaderente, coloque um pouco de óleo e coloque os cubos de frango.

Arrume de um jeito que todos fiquem encostados na frigideira.

Não vire antes que doure bem um lado aí acrescente todos os temperos e mexa bem.

Até ficar tudo envolto por esses temperos. Caso grude um pouco acrescente uma colher de sopa de água pra deixar tudo bem solto.

 

Tire os cubos de frangoe sem desligar o fogo na frigideira “suja”  acrescente 100ml de leite de côco, ferva um pouco e sirva num pote separado (caso alguém não goste, cada um pôe no seu prato)

 

Acompanhe com couscouz marroquino

È só ferver 200ml de água com um cubo de caldo de galinha

Desligar o fogo, acrescentar 200 g de couscouz e tampe por 5 minutos.

Solte depois com um garfo, e acrescente 1 colher de sopa cheia de chia.. pra dar uma porção de fibra!! Misture bem e sirva!!

 

 

Bom Apetite!!

 

 

 

Batatas picantes

Essas batatas são simples e deliciosas. Ideal pra deixar de petisco junto com uma cerveja ou espumante.
O ideal é que ela seja picante, mas se seus convidados não gostam muito de pimenta, tente diminuir a quantidade do chilli.


500g de batata (pequena de bolinha cortada ou meio, ou as grandes cortadas em cubos... com casca)
1 colher de sopa de :
mostarda em grão
curry
açafrão
chilli em pó (se num tiver, use calabresa mesmo
cúrcuma
1 colher de chá de pasta de curry (cuidado, é ela que faz arder)

Cozinhe as batatas com sal na água até um ponto macio mas sem se despedaçar.
retire e reserve.
Numa frigideira antiaderente coloque os temperos todos e umas 3 colheres de sopa de azeite.
coloque as batatas e deixe fritarem um pouco, e mexa pra deixa-las bem temperadas e coloridas!!






Ah, frite um ovo nessa mesma frigideira, salpique curry e molhe a batata na gema.... hummmm delícia!!












Sirva com esse excelente espumante francês 90% Mauzac, 5% Chenin Blanc e 5% Chardonnay , que você adquire na Vinos e Vinos.
Espumante de dar inveja a todos os outros, consegue reunir distinção, presença, qualidade, e ainda é um Best Buy. Notas cítricas, como a maçã, sua textura é envolvente, terminam no paladar leve e refrescante, graças a um corpo na medida certa para agradar.


segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Estrogonofe a la francesa




Estrogonofe (do russo строганов, stroganov) é um prato originário da culinária da Rússia composto de cubos de carne bovina servidos num molho de creme de leite. Desde suas origens no século XIX, o prato popularizou-se em muitos países europeus, norte-americanos e no Brasil, sempre com variações consideráveis da receita original.

Na França recebeu os Champignons e foi prato sofisticado do restaurante Maxim's, embora hoje tenha se popularizado, não tendo mais seu antigo grande prestígio junto à gastronomia.
 - leia mais AQUI sobre a história.

De acordo com várias receitas que já vi e experiementei, os vários tipos de strogonof  do modo francês... resolvi fazer da minha maneira:

ingredientes:

1 peça de 2kg de filet mignon

400g de arroz branco

3 sacos de batata palha EXTRA FINA

3 bandejas de cogumelo PARIS fresco cortados em fatias finas

1 bandeja de shitake cortados em fatias finas e longas

2 cebolas cortadas a Juliene  (veja aqui)

100g de manteiga PRESIDENT

1 frasco de creme de leite FRESCO



MOLHO:

caldo
2 tabletes de Caldo de cogumelo (vc acha na sessão do caldo knor nos melhores supermercados)
1 bandeja de costela bovina, ou alguma carne com osso
1 colher de sopa de ervas de Provence (ou as ervas frescas: alecrim, tomilho, louro)
Água suficiente para cobrir

Num pote misture respectivamente esses ingredientes:

1/2 limão siciliano
1 colher de sopa de páprica picante
1 colher de sopa grande extrato de tomate
1 colher de sopa grande de ketchup
2 colheres de sopa grandes de mostarda Dijon
2 colheres de sopa de molho inglês
2 colheres de sopas de farinha de trigo


Modo de fazer:

Caldo:
Numa panela, frite um pouco a carne com osso até dourar, cubra com água, acrescente os cubos e as ervas. Deixe fervendo por pelo menos 1hora (ou mais se possível).

Pegue uma concha desse caldo e jogue no pote com todos os ingredientes e misture bem até dissolver. Acrescente o resto do caldo, leve ao fogo e continue mexendo até reduzir um pouco.
Apenas no final quando for servir acrescente o creme de leite fresco e esquente sempre mexendo bem, mas sem deixar ferver!

Corte a carne em bifes depois em tiras e corte em cubos.  Não pode ser muito pequeno, o ideal seria 3x3x3cm.Tempere com um pouco de sal branco e pimenta do reino. Frite a carne numa panela grande, tefal, no MÁXIMO 10 cubos por vez, senão junta água e ela não doura.
O segredo é jogar a carne, deixar dourar apenas um pouco, e retirar ainda quase crua. Vai colocando tudo em um recipiente e reserve.

Nessa mesma panela doure a cebola em 1 colher de sopa de manteiga. Retire a cebola e reserve.
Ainda na panela doure em mais outra colher de manteiga os cogumelos. Junte a cebola de volta, junte o molho e só acrescente a carne na hora de esquentar para servir. Nunca deixe esquentar demais senão a carne cozinha e perde a maciez.

Sirva com batata palha bem fina e arroz branco.

essa quantidade serve bem 15 pessoas.




Pra harmonizar perfeitamente esse prato, eu sugiro o Bordeaux "La demoiselle de sociando mallet¨
 Um vinho elegante, boa estrutura, rubi intenso, aromas de frutas escuras maduras e baunilha.
Esse vinho é da importadora Vinos e Vinos.




segunda-feira, 1 de julho de 2013

Salmão thai com abóbora e curry



Adoro programas culinários, e um que sempre me deixa com água na boca é o da Nigela!!
Vi ela fazendo essa receita e mesmo com a dificuldade de se achar certos ingredientes eu consegui achar umas coisas no Santa luzia em SP e a pasta de curry numa loja de artigos japoneses.

O leite de côco que ela usa (esse da lata) parece uma pasta densa... bem diferente!!


Lata de leite de côco, molho de peixe, molho de ostra, e a pasta de curry

Traduzi a receita e resumi aqui:

ingredientes:

1 lata  de leite de coco ( ou dois vidrinhos de leite de côco)
1 - 2 colher de sopa de pasta de curry vermelho tailandês (cuidado, é muito apimentado)(foto)
350 ml caldo de peixe (água com caldo de peixe, pode ser hondashi ou cubos )
3 colheres de sopa de molho de peixe tailandês (nam pla) (veja na foto)
2 colheres de sopa de açúcar refinado ou mascavo
3 talos de capim-limão (amarre numa corda pra não soltar)
3 folhas de limão kaffir (desengaçadas e cortadas em tiras) (Não achei e não coloquei)
 ½ colher de chá de cúrcuma
1 colher de sopa de molho de ostra (opcional)
1 kg de abóbora (descascada e cortada em pedaços de tamanho da mordida)
500 gramas de cubos grandes de salmão sem pele   
500 gramas de camarões descascados crus descongelados e limpos
pak choi  - couve chinesa (ou qualquer outro veg verde de sua escolha ou acelga)
suco de 1 limão siciliano (a gosto)
1 maço de coentro fresco (para servir)
Método

1.pegue topo grosso cremoso da lata de leite de coco e coloque-o, em fogo médio, em uma panela grande com a pasta de curry (cuidado é muito apimentada, pode tentar a amarela). Deixe dissolver até virar um creme

2.Ainda mexendo delicadamente, adicione o restante do leite de coco, caldo de peixe, molho de peixe, açúcar, capim-limão, folhas de limão e a cúrcuma. Leve para ferver e adicione a abóbora. Cozinhe em fogo brando rápido até a abóbora ficar macia, cerca de 15 minutos, apesar de diferentes tipos de abóboras pode variar enormemente no tempo que levam para cozinhar, algumas podem demorar tão pouco como cinco minutos.
3.Você pode cozinhar a receita, até esta parte com antecedência, talvez deixando a abóbora com um pouco al dente (ela irá amolecer mesmo depois de desligada). De qualquer maneira, quando você está cerca de 5 minutos de querer comer, prepare-se para cozinhar o peixe e o camarão.

4.Agora acrescente o salmão e os camarões . Quando o salmão e os camarões já estiverem cozidos, o que não deve demorar mais do que 3-4 minutos, acrescente o vegetal verde que você está usando em fatias, picado ou ralado- e os mergulhe com uma colher de pau.

5.Quando o pak choi estiver murcho, esprema o suco de meio limão, mexa e gosto e acrescente o suco da metade restante se você sentir que precisa . Tire a panela do calor e sirva numa tigela grande, e polvilhe o coentro ( só coloque o coentro na hora de servir)

6.Sirva com mais coentro picado para as pessoas adicionarem á vontade. sirva com arroz thai simples ou arroz basmati.
 
PS: caso ache muito difícil achar os ingredientes, acredito que ficaria muito bom apenas com leite de coco comum, uma colher de curry em pó, pimenta vermelha a gosto, capim limão, e o cubo de caldo de peixe... pra simplificar!!
 
 
Por ser um prato apimentado, sugiro um vinho refrescante, como esse belo vinho verde Santola. Fresco, só com 9% de álcool e apenas 25,00 na Winestore.

terça-feira, 14 de maio de 2013

Risoto - Base e inúmeros sabores possíveis





Risotto, que significa literalmente arrozinho, é um prato típico da região do Norte da Itália, mais especificamente ele provém da Lombardia. O risoto data do século XI quando o sul da Itália era dominado pelos Sarracenos e esses trouxeram o grão usado para a preparação do risotto.

O  risoto italiano só é verdadeiro se você usar o grão de arroz carnaroli ou arbório... qualquer outro arroz que você utilizar não é risotto.... é um arroz temperado, recheado enfim.. num é risoto...

Mais abaixo alguns ingredientes e quando adicioná-los


Receita básica de preparo
  • Uma cebola picada
  • 200g de arroz para risoto (arbório ou carnaróli)
  • 1 taça de vinho branco
  • 1L de caldo (carne, legumes ou galinha)quente
  • Sal e pimenta a gosto
  • 2 colheres de sopa de manteiga
  • 200g Queijo parmesão ralado
  • Aqueça o caldo em uma panela separada e deixe-o ferver. Doure a cebola na manteiga e acrescente o arroz. Frite um pouco e some o vinho branco até que esse evapore. Vá acrescentando o caldo aos poucos, uma concha de cada vez, sem que essa cubra todo o arroz, e mexa até evaporar por completo.Não pare de mexer no início pode mexer com menos frequencia enquanto cozinha.. Faça isso até que o caldo acabe, ou vá provando o arroz para ver o ponto. Acrescente o sal e a pimenta a gosto. Apague o fogo e acrescente o queijo e mais uma colher de manteiga. Sirva quente.

Vamos aos sabores, vou colocar alguns ingredientes que podem ser adicionados. Para saber quando adicioná-los fiz uma legenda.

1- adicionar no caldo
2- adicionar no meio do cozimento
3- adicionar no fim do cozimento
4- refogar em manteiga antes de adicionar ao cozimento

Abobrinha 4 e 3,
Aspargos 4 e 3,
alho porró 2,
queijos picados 3(brie, de cabra, gruyere, emental,) ,
peixes, frutos do mar, camarões e carnes 4 e 3,
ervas 1,
funghi secci 2,
shitake , shimeji e cogumelo paris 3 e 4,
petit pois 2,
rúcula e espinafre 3,
açafrão 3,
limão siciliano 3,
tomate seco, mussarela de búfala, parma 3,



- geralmente não se coloca creme de leite em risotos.. mas fica delicioso se adicionar 3/4 de xícara de creme de leite FRESCO (creme de leite comum NUNCA)

- Para se fazer um risoto de morango, manga por exemplo, divida o brodo... 500ml de água e 500 ml de suco valle da fruta.

- ervas frescas como salsinha, cebolinha, alecrim.. só podem ser adicionados pra decoração... depois de servido.

- se sentir que ficou muito seco no final, adicione mais água.

- fique a vontade de inventar com inúmeros ingredientes possíveis... sempre lembrando em refogá-los ou não... cru ou não... se podem cozinhar muito.. ou não...

- se vai servir uma carne muito forte, ou muito temperada, aconselho um risoto mais básico.
se for um file mignon grelhado pode ser mais recheado...


Filet Wellington





um pouco da história antes de começarmos:

Filet de bouef en croûte (filé de carne bovina na massa) já era um clássico da culinária francesa muito antes da época de Wellington, mas em honra ao herói da batalha de waterloo foi batizado como Filet Wellington... e o nome ficou.
Era um prato muito reequisitado nos banquetes do início do século XIX, sendo um dos prediletos do duque de Wellington. Tradicionalmente é recheado com cogumelos, bacon em cubos e ervas frescas picadas.

Eu ganhei da minha dedicada amiga assídua desse blog, Lara Ziggiatti , um livro da le Cordon Bleu explicando passo a passo, resolvi escanear para poderem entender melhor:




Ingredientes:

panquecas:

125g de farinha de trigo
1/2 colher de sal
2 ovos batidos
300ml de leite
1 colher de sopa de ervas de provence (tomilho, alecrin etc)


duxelles *:
uma bandeja de cogumelo paris frescos
meia cebola
1 colher de manteiga

Filé:
1 pedaço inteiro de filé mignon
1 pacote de massa folhada em rolo
sal e pimenta a gosto



Bom... a primeira coisa que vamos fazer, é temperar o filé com sal e pimenta e fritar em óleo quente todos os lados até ficar dourada. Retire e deixe esfriar. ( se possível deixe na geladeira)

Nessa mesma frigideira vamos fazer as duxelles. Coloque a manteiga e a cebola bem picadinha... deixe suar... acrescente os cogumelos também bem picadinhos até ficarem quase secos. retire e reserve.

Misture os ingredientes da panqueca... bata bem. Nessa frigideira de preferencia não aderente, faça quantas panquecas darem a receita...

Montagem:
Abra umas 5 panquecas na mesa formando uma panqueca gigante. Faça uma "cama" com os cogumelos, coloque o filé em cima. Vá fechando bem com as panquecas até que o filé fique dentro delas. Abra a massa folhada em cima de uma mesa e coloque o rolo em cima e feche bem.
Faça alguma decoração em cima (como na ilustração acima) e pincele com gema de ovo.

Leve ao forno por 10 min a 200° depois mais 15 minutos a 180°. fatie pra servir...
sirva com couscous marroquino ou um risoto simples. (clique para ver as receitas)


*Duxelles:
Duxelles é uma clássica combinação francesa de cogumelos picados bem finos com cebola sautee em manteiga. Diz-se que foi criada por La Varenne, chef do marques de D'Uxelles.



Para harmonizar esse prato, eu indico o shiraz Jester, da Mitolo...um vinho com ataque bem doce, como o aroma, mas depois uma acidez equilibrada. Excelente!!
Foi eletito o vinho da noite de uma de nossas confrarias.
Você o encontra por 99,00 na winestore
http://www.winestore.com.br/loja/jester-shiraz.html





terça-feira, 30 de outubro de 2012

Molho francês de mostarda para saladas



Esse molho eu aprendi com minha amiga Celene, ela vive pela França e me ensinou esse molho fantástico que eles preparam por lá...

Você pode colocar esse molho apenas em folhas variadas ou também acompanhado de carpaccio, gravlax ou legumes cozidos.... fica a seu gosto.

3 colheres de sopa de mostarda dijon
1/2 copo de vinagre de maçã
1 colher de sopa de sal
1 colher de sopa de ervas de provence
1 dente de alho esmagado
220ml de azeite (quase meia garrafa)

Misture primeiro a mostarda com o vinagre até ficar homogeneo (como no video acima) Depois acrescente todos os temperos. Por último o azeite, que vai ser adicionado bem devagar, misturando bem.. mas bem mesmo.. mais de 5 minutos mexendo.. até ficar fofinho.

Coloque num vidrinho e deixe na geladeira por até mais de um mês!!!
Uma delícia!!

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Gravlax (Salmão curado)

Este salmão vai surpreender você! De origem nórdica, o gravlax é muito saboroso, ideal para ser degustado com torradinhas.

Vai precisar:
500g de salmão fresco, limpo e sem pele
1/2 xícara de sal grosso (não até o topo)
1/2 xícara de açúcar mascavo
1 ramo de Dill
pimenta do reino (bastante)
1/2 copo de conhaque

 Pegue o salmão fresco, de preferencia comprada em loja de produtos japoneses e lave-o com conhaque (pode ser vodka ou wisky). Misture em uma vasilha o açucar mascavo, o sal grosso, pimenta do reino moída na hora e Dill  picadinho e mergulhe o salmao nessa mistura. Embrulhe em papel SNOB ( não pode ser outra marca senão esfarela) ou se preferir embrulhe em um pano de prato... deixe na geladeira, tampado. Eu geralmente coloco um pires embaixo para que o salmao nao fique mergulhado no líquido que acaba se soltando. Se quiser pode ir retirando a água de vez em qdo, visto que o salmao irá ser consumido 24hs depois... e dura quase um mês na geladeira. Sirva com uma torrada integral e cottage temperado com azeite e mostarda dijon. Pode ser consumido tb em saladas, petiscos... combina muito com cream cheese e mostarda dijon.. use sua criatividade... Comi a primeira vez na casa da Celene... e me apaixonei...



harmonize com uma CAVA freixenet brut nature.

domingo, 26 de agosto de 2012

Molho PESTO original




Olá.... hoje resolvi preparar um verdadeiro molho pesto como manda o figurino.
Fiz várias pesquisas em sites italianos até chegar nessa receita.
Pesto é um molho italiano, originário de Gênova, na Ligúria, norte da Itália.

O principal é NÃO processar e sim usar um pilão. O Manjerição não reage bem ao inox, escurece e outra... no processador ele será picado e não esmagado..oq eu faz toda diferença... e fica tudo muito moído e fora de ordem...

Você pode variar essa receita substituindo os pinoles por castanhas, nozes, pistaches etc...
e também pode preparar como na primeira receita que postei aqui que foi o pesto de rúcula.


Preparei um video especial:


ingredientes:

100g de folhas de manjericão
50g de perorino ralado
50g de parmesão ralado
100g de pinoles levemente tostados*
sal grosso
4 dentes de alho pequenos ou 2 grandes.
azeite


*coloque os pinoles numa travessa leve a um forninho por 1 ou 2 minutos.

Comece pelo alho, amasse bem, depois acrecente os pinoles. Acrescente as folhas de manjericão aos poucos, altenando com as pedrinhas de sal. Depois de bem esmagados, acrescente os queijos e depois o azeite.

Cozinhe uma massa grano duro, no meu caso eu preparei gnocchetti...

Esse molho você pode deixar na geladeira até mais de um mês, deixe sempre regado com o azeite por cima. O Jamie Oliver adiciona um pouco de limão... opcional.

Esse pilão eu comprei na loja SURIANI. Clique aqui. É uma loja em campinas que tem produtos para casa a um bom preço e muita variedade e coisinhas criativas. Mas clique acima na loja virtual que entrega em todo Brasil...


Pra harmonizar uma massa ao pesto, não indico nenhum vinho tinto.
As especiarias são muito fortes e "perigosas"...

O melhor é usar um bom chardonnay... espumantes BRUT.

Como o pesto é de origem italiana eu harmonizei com um prosecco... Sant'Orsola. Maravilhoso e a um preço super acessível. Pago 35,00 nos Sam´s club.






sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Tartare de Atum


Adoro carne crua, adoro kibe kru, steak tartar, peixe cru etc...
Juntando tudo isso, eu estava começando a preparar o prato anterior que é o Atum na crosta de gergelim. Comecei a limpar o atum, pra deixar um tubo homogênio, e  "sobrou" bastante atum... fui pesquisar na internet a receita de um tartar de atum e achei ESSE VIDEO.
Ficou maravilhoso!!

200g de atum bem picadinho
1 cebola roxa pequena picada finamente
4 colheres de sopa de alcaparra picada
salsa e cebolinha picada
1 colher de sopa generosa de mostarda dijon
1/2 limão
5 gotas (ou mais) de tabasco
1colher de café de sal
azeite a gosto

Simplesmente misture bem todos os ingrediente já finamente picados. Não processar!!!
O vídeo é bem explicativo e não tem erro.
foi super aprovado aqui em casa!!

Servir com salada !!

sábado, 18 de agosto de 2012

Atum na crosta de gergelim



Nossa... quanto tempo não posto nada... me desculpem...
agora estou voltando com novas receitas e principalmente gostosas e saudáveis!!

Eu já postei aqui outras opções desse atum mal passado com gergelim.. mas essa receita eu aprendi assistindo o programa "Que Marravilha" com o Claude.. na GNT
assistam o vídeo que já é super explicativo: ASSISTA O VIDEO


Além de ser super light é muito bom!!


Para o Atum:

Lombos de atum já limpo sem as pontas (Um rolo)
1 clara de ovo
1 porção de gergelim claro
1 porção de gergelim preto
sal e pimenta do reino

Numa tijela coloque a clara, tempere com sal e pimenta do reino. Misture bem.
Em uma travessa misture os gergelins
Pegue o atum, molhe bem nessa clara temperada e depois "grude" no gergelim até ficar todo coberto.
Enrole num plástico filme e reseve (na geladeira)
Desse jeito você pode até congelar.


Para o molho:

1/2 copo de shoyo
3 dentes de alho espremidos.
1/2 limão
3 colheres de sopa de óleo de gergelim
1 colher pequena de mel
1 colher de sopa de gengibre ralado na hora
1 porção de salsa e cebolinha
1 colher de sopa de semente de coentro (opcional)
1 colher de café de pimenta do reino BRANCA
1 couve flor


Corte pequenas ramos da couve flor. Bem pequeno, como mostra no vídeo acima. reserve
Numa tijela coloque todos os ingredientes do molho e misture.


Numa frigideira, coloque um pouco de azeite e frite o atum só até dourar os gergelins. Vai virando e está pronto. retire.
Nessa mesma frigideira, acrescente a couve flor (crua mesmo) e regue um pouco mais de azeite.
Deixe dourar um pouco e depois despeje na tijela do molho.

Corte o atum em rodelas de 1,5cm, disponha no prato, e acrescente o molho no centro.






Sirva com essa deliciosa cava , muito aromático e expressivo, rico em mineral, notas florais e tostado. Volumoso, equilibrado, seco e persistente. 90 pontos parker. Castellroig Cava Brut Nature Reserva. NADA doce. Ela é BRUT NATURE, ou seja.. nada de açúcar!! Custa em torno de 100,00 e você acha na Grand Cru.

quinta-feira, 3 de maio de 2012

Papardelle com lagosta




Pappardelle é um corte de massa italiana plana em forma de fita larga. Em largura, o macarrão é entre tagliatelle e lasanha. Este nome vem do pappare italiano, um verbo que significa "devorar".

O ideal é preparar essa massa com pelo menos 60% de farinha de semola (trigo durum), eu coloquei o restante meio a meio farinha de trigo comum e farinha de trigo integral, deu 300g tudo com 2 ovos de pata e duas colheres de água! Se usar ovos comuns coloque 3...
Veja o vídeo abaixo pra ver como se faz o papardelle:



Cozinhe água fervente por 4 minutos.

Eu tinha aqui em casa, um pacote de catado de lagosta, ou seja, lagosta já sem a casca.
Deixei ferver duas colheres de manteiga, joguei um punhado de sálvia picada, dexei ficar quase torradinha e acrescente a massa e reserve. Faça o mesmo com a lagosta separadamente e depois é só misturar os dois! Sem molho nenhum e muita simplicidade.
A massa fica divina!

Pra acompanhar...tal essa cava EXCELENTE que meus amigos Mariana e Rodrigo trouxeram aqui pra casa.

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

King Crab


Desde pequena, quando ia pra bahia, meu prato predileto era um bom carangueijo... também gostava de siri e goiamun, este principalmente pelas poãs (tesouras) grandes e suculentas. Agora, desde que assisti um programa no discovery channel, sobre aquelas pescas mortais, e via o tamanho desses king crabs... não aguentei a curiosidade, comprei o bichinho (que custa em torno de 115,00 o kilo)
 e me atrevi a prepará-lo. Por ser fácil o preparo, resolvi fazer um video mostrando a simplicidade de preparar essa fina iguaria.
Esse foi o primeiro video para o blog, agora que estou de cozinha nova .... breve mais videos virão pra vocês!!!


Receita:

1 kg de king crab
2 dentes de alho picados
1 pitada de pimenta do reino moída na hora
1 pitada de Chipotle (opcional)
100g de manteiga president


Derreta a manteiga sem deixar ferver. Enquanto isso coloque em potinhos diferentes o alho, a pimenta , o chili. Coloque a manteiga sobre eles e está pronto os molhinhos.

Já pra esquentar o king crab que você compra na verdade congelado e já cozido, no video eu dou duas opções. esquentar no microondas envolvido em papel toalha molhado, ou no forno numa assadeira com água quente.

Vá tirando, tanto do microondas ou do forno, pra conferir se já esquentou. Não mergulhe em água fervente, mas pode deixar no vapor.


Foi muito prazeroso executar essa receita. O sabor é inigualável, suculento e fantástico.
espero que gostem do vídeo.


Pra acompanhar eu sugiro algum espumante BRUT, no caso degustamos uma CAVA Cordon negro da freixenet- excelente